Ex: Aj Styles, CM Punk, WWE, All Elite Wrestling e etc...


Brodie Lee precisava de um transplante de pulmão

O falecido Brodie Lee precisaria de um transplante de pulmão para superar sua condição pulmonar, relatou Dave Meltzer na última edição do The Wrestling Observer Newsletter.

Lee nunca ficou saudável o suficiente depois de ficar doente para se qualificar para a operação. Jim Ross observou no podcast do Grilling JR que Lee teve falência pulmonar dupla e que ouviu que Lee não poderia se qualificar para um transplante. Se Lee conseguisse fazer o transplante, o The Observer notou que ele precisaria entrar em uma lista para o transplante, se qualificar e, em seguida, conseguir um doador com os pulmões necessários para um homem de seu tamanho, o que teria sido um desafio para ele. Se ele fizesse o transplante, ele teria que ter vivido “fortemente imunocomprometido e tomado muitos medicamentos anti-rejeição”.

O Observer relatou que Huber foi hospitalizado pela primeira vez em Tampa quando seus pulmões pararam de funcionar. A razão pela qual pararam de funcionar ainda não é totalmente conhecida.

A Diretora Jurídica da AEW, Megha Parekh, fez ligações para que Lee fosse transferido do hospital para a Clínica Mayo em Jacksonville no sábado, 31 de outubro.

“No sábado, 31 de outubro, Megha fez ligações e fez a transferência acontecer”, escreveu a esposa de Lee, Amanda Huber, no Instagram. “Eu pensei que meu mundo inteiro estava desabando ao meu redor e ela segurou as paredes. Eu nunca a tinha conhecido ou ouvido falar dela até aquele momento. Ela ajudou de todas as maneiras possíveis.”

“Ela foi a primeira pessoa que me viu ruir quando tudo isso aconteceu. Eu não sou uma chorona, simplesmente nunca fui quem eu sou. Algo sobre Megha me faz sentir segura. Foi um simples abraço e eu chorei. Tem sido uma piada corrente que ela é um cobertor de peso emocional.”

“Passei o Dia de Ação de Graças com ela, então não tive que jantar sozinha no meu hotel. Sentamos na praia e conversamos sobre coisas que não eram sobre o meu marido doente. Comemos sushi no jantar e eu chorei mais um pouco.”

Amanda acrescentou que a transferência de Lee do hospital para a Clínica Mayo foi o motivo de eles terem “uma chance de lutar”.

Antes de ficar doente, Lee foi testado em todos os shows da AEW em que estava. Lee também foi testado mais de uma dúzia de vezes para COVID-19 na Mayo Clinic, com todos os testes dando negativos. Lee também foi testado para anticorpos para verificar se ele poderia ter tido no passado.

Amanda informou a empresa em 7 de novembro sobre a condição de Lee e pediu a todos que mantivessem o segredo. Lee não queria que a informação fosse divulgada e Amanda disse que não queria que boatos se espalhassem. As pessoas na AEW sabiam por dois meses consecutivos que o resultado final provavelmente era inevitável.

Ross disse que a história que ouviu é que Lee acabou sendo retirado de sua máquina na Clínica Mayo para ver se ele “poderia aguentar sem os aparelhos”, já que essa era sua única chance restante. Lee faleceu em 26 de dezembro, dez dias após seu 41º aniversário.

Contato | Politica de Privacidade | Sobre nós | Equipe | Anuncie
Copyright (c) 2010-2020 Wrestling Noticias - Todos direitos reservados