Ex: Aj Styles, CM Punk, WWE, All Elite Wrestling e etc...


Grandes nomes que poderiam alavancar a divisão feminina da All Elite Wrestling

Fala galera, tudo bem com vocês? Dado o recente hype com a estréia da AEW no Brasil, decidi pensar em algum artigo que envolveria o roster da empresa e o que eu achei mais interesse nos remete à divisão feminina da empresa. Com certeza, a All Elite Wrestling possui, com certeza, um dos melhores rosters da atualidade, no entanto, a divisão feminina da empresa acaba deixando um pouco a desejar, com poucos nomes e até mesmo com pouco tempo de televisão. Para isso, resolvi selecionar alguns nomes que poderiam dar um destaque maior para a divisão da empresa.

A idéia surgiu após a leitura de uma noticia que Kenny Omega queria um programa dedicado às mulheres da AEW. Mas faltam nomes. O roster atual conta com: Abadon, Allie, Anna Jay, Awesome Kong, Big Swole, Brandi Rhodes, Britt Baker, Emi Sakura, Hikaru Shida, Kris Statlander, Leva Bates, Mel, Nyla Rose, Penelope Ford, Riho, Serena Debb, Shanna, Tay Conti e Yuka Sakazaki, nomes retirados diretamente do site oficial da AEW. Desse, temos algumas lutadoras impossibilitadas de atuar devido à pandemia de COVID-19, como Riho e Yuka Sakazaki; e lutadoras lesionadas no caso Kris Statlander, já que Britt retornou de lesão.

Os critérios utilizados partiram de uma mescla de impacto juntamente com a facilidade de ida para a empresa. Compreendo que a melhor coisa para a divisão é um booker correto e digno, assim como tempo de TV. Para tal, listei alguns nomes que estão sem contrato ou com eles se encerrando, além de pensar um eventual desejo da lutadora ou dos fãs de wrestling.

Marti Belle – 32 anos

Marti Belle é o primeiro nome da lista, o de menos impacto mas com muito talento, porém, seria o mais fácil de se contratar. A lutadora acabou de se tornar agente livre, saindo da NWA.

Belle participou do Mae Young Classic em 2017, o que nos diz que tem experiência na televisão. A propósito, das três saídas da NWA, ela é a mais jovem, aos 32 anos de idade.

Allysin Kai – 33 anos

Também conhecida como Sienna durante seu tempo na TNA/IMPACT. Tornou-se agente livre no começo de novembro, deste então realizou algumas aparições na própria AEW. Aos 33 anos a lutadora chegaria a empresa para dar uma alavancada na divisão sem se tornar muito over para os padrões da empresa.

Seria um bom nome para se criar uma rivalidade antes de colocá-la na rota por um titulo (de preferência o AEW Women’s World Championship né). Listo ela a frente de Belle justamente pelas conquistas em sua carreira.

Thunder Rosa – 34 anos

Outro nome realizou o mesmo caminho de Allysin, mas foi a pioneira em sair da NWA e rumar à All Elite Wrestling. Rosa ainda tem contrato com a NWA e foi dito que tirá-la da NWA afetaria as relações entre as empresas. A WWE também já demonstrou interesse na lutadora, então a AEW precisa correr se quiser ter o nome de Rosa em seu roster.

Rosa já está presente na AEW, e o grande boom ocorreria apenas com uma eventual conquista do AEW Women’s World Championship. Listo ela à frente de Allysin por já estar habituada a AEW.

Utami Hayashishita e Mayu Iwatani 22 e 27 anos

De todas da lista, Utami mais nova e mais desconhecida, mas não se enganem. A lutadora tem potencial para se tornar a nova Ace da Stardom, sendo cotada para substituir a própria Mayu Iwatani. Com apenas 22 anos já é campeã principal da Stardom, assim como ser campeã de duplas da empresa. (Inclusive Utami venceu Iwatani pelo titulo principal, o World of Stardom Championship).

Já Iwatami é atualmente um dos maiores destaques do  puroresu feminino na atualidade. Considerada por Dave Meltzer como uma das três melhores lutadoras do mundo (jajá outra irá aparecer aqui). A lutadora ocupou o top-10 da PWI por dois anos, em 2018 e 2020 e mais recente realizou uma aparição no NJPW Wrestle Kingdom 14. Mayu somaria muito à empresa que já conta com destaques vindos do Japão como Riho e Yuka Sakazaki e Hikaru Shida. A lutadora já tem experiência nos Estados Unidos, tendo atuado na Ring of Honor e ter se tornado Women of Honor World Championship.

Decidi listar as duas juntas pela experiência e química que possuem juntas. Mesmo que as duas não venham para a AEW, seria interessante trazer ao menos uma delas. Em todo caso, a divisão só teria a ganhar.

Zelina Vega – 29 anos

Agora já começamos a destacar nomes que trariam um impacto dentro da AEW. Zelina Vega seria um bom nome para a AEW, pouco utilizada na WWE (e quando foi, de maneira errada), foi demitida pela empresa recentemente. Zelina atuou por um bom tempo na TNA, onde ganhou o Knockouts Tag Team Championship atuando como Rosita. O que isso nos diz? Que Zelina tem uma boa ring skill¸ o suficiente para não ser utilizada como manager. Seria um bom nome para o main card feminino da AEW.

Kairi Sane – 32 anos

Quando disse que mais uma lutadora citada por Dave Meltzer estaria na lista, é claro que estava falando de Kairi Sane, a lutadora deixou a WWE no fim de julho, o que deixa livre para atuar em outras empresas. Claro que o desejo da lutadora sempre foi retornar ao Japão, mas uma boa oferta da AEW e estar ao lado de suas conterrâneas pode mudar seu pensamento. (Para quem não sabe, a outra lutadora citada por Meltzer é Io Shirai, que deve permanecer por muito tempo na WWE).

Aos 32 anos Kairi chegaria, na minha humilde opinião, para ser top star da divisão, podendo ter uma grande feud inicial com alguma lutadora antes de rumar para disputar o AEW Women’s World Championship.

Taya Valkirie – 37 anos

Taya entra na lista por estar em fim de contrato com a IMPACT Wrestling. Seu contrato se encerra no fim deste ano, juntamente com o de Ethan Page. Seu destino poderia ser facilmente a AEW e com certeza chamaria muito a atenção dos fãs. No entanto, seu marido John Morrison atua na WWE, o que poderia pesar na decisão da lutadora. Tudo vai depender do rumo do torneio pelo recém ativado Knockouts Tag Team Championship e se Taya vai se manter como AAA Reina de Reinas Championship.

Tessa Blanchard – 25 anos

E a nossa primeira posição não poderia ser diferente. Tessa é pra mim o nome ideal para a empresa neste momento, jovem, talentosa, seu pai já está na AEW e ela se sentiria em casa. E aos 25 anos teria muito tempo de vida dentro da empresa. Taya soma muitos problemas devido à pandemia de COVID-19, quando perdeu o título na IMPACT Wrestling por não poder viajar. Mas convenhamos que hoje a AEW é muito mais estruturada.

A ida de Tessa para a AEW traria um grande impacto, onde poderia ser criada uma grande storyline para sua estreia.

Existem tantos outros nomes que queríamos ver na AEW, o que eu fiz foi apenas listar os relativamente “mais fáceis” neste momento. Claro que eu, como fã, queria nomes como Jordynne Grace e até mesmo outras lutadoras que atuam hoje na WWE. Mas digam, o que acharam da lista? Concordam, discordam, existem outros nomes, dê sua opinião.

Contato | Politica de Privacidade | Sobre nós | Equipe | Anuncie
Copyright (c) 2010-2020 Wrestling Noticias - Todos direitos reservados