Ex: Aj Styles, CM Punk, WWE, All Elite Wrestling e etc...


Lutadores da WWE que se recusaram a perder títulos

A indústria do pro-wrestling é cheia de cinturões e cada um tem mais prestígio do que o outro. Além disso, a indústria é cheia de lutadores incríveis e, infelizmente, nem sempre esses lutadores irão colaborar para ajudar uns aos outros.

Hoje, veremos aqui lutadores e lutadoras da WWE que se recusaram a perder um determinado título. Já aviso que Bret Hart e Shawn Michaels não estarão aqui porque eles têm os casos mais famosos sobre esse tema (Montreal Screwjob, Vader, etc.). Sem mais delongas, bora lá:

Bruno Sammartino

Bruno Sammartino é sem dúvidas um dos caras mais importantes na história da WWE. Muitos se questionam o porquê de a WWE ter investido tanto nesse caso, porém, embora ele fosse uma superstar antes que as superstars fossem relevantes, ele também se recusava a deixar outros lutadores over porque acreditava que ninguém poderia derrotá-lo numa verdadeira luta.

Apesar de enfrentar grandes nomes como Killer Kowalski e George “The Animal” Steele, entre outros, ele permaneceu campeão. Enquanto seu primeiro reinado foi encerrado por Ivan Koloff, sua segunda passagem como campeão foi terminada porque Sammartino estava com o pescoço quebrado, além de outras lesões.

Chyna

Em 2001, a carreira impressionante de Chyna estava em declínio, mesmo depois de ela ter recebido oportunidades que nenhuma outra mulher tinha tido antes dela, como a participação no Royal Rumble, no King of the Ring Tournament e vitória pelo Intercontinental Championship, entre outras. Antes de partir completamente da empresa, Vince McMahon pediu que ela concluísse mais uma tarefa: perder o título feminino para Lita em um tipo de “passagem de tocha”.

Infelizmente para Lita, Chyna se recusou a fazer o trabalho. Por uma razão ou outra, a “Nona Maravilha do Mundo” estava tendo um momento difícil com seus colegas de trabalho (incluindo Trish Stratus e Ivory) e Lita era a próxima na fila de mulheres que Chyna não gostava de perder para. Embora a finalização envolvesse uma interferência de Eddie Guerrero, ela acabou mantendo o título feminino até o Judgment Day e desocupou o título logo depois.

Rey Mysterio

Desde a sua criação até o início dos anos 2000, o Intercontinental Championship foi visto como um dos grandes títulos da WWE, um título que era dado aos melhores lutadores da empresa e aos lutadores que estavam quase sendo main eventers. Desde então. Os veteranos Chris Jericho e Rey Mysterio fizeram o possível para impulsionar o título em 2009, resultando em uma disputa divertida e repleta de ação por meses no Smackdown.

Mas quando o programa terminou, Vince McMahon queria que Mysterio perdesse o cinturão para Dolph Ziggler em uma luta simples. Por causa disso, Mysterio se recusou a perder o título e, em vez disso, derrotou Ziggler. Não quer dizer que Mysterio era egoísta e não queria perder o título para Ziggler, ele só acreditava que tinha feito um trabalho muito bom para tentar elevar o cinturão e não queria perdê-lo sem ter uma feud bem construída.

Ric Flair

Segundo todos os relatos, Ric Flair era muito profissional. Apesar de ser considerado um dos maiores de todos os tempos, ele levou o pin várias vezes, quase tanto quanto os pins que ele aplicava. Houve uma vez, no entanto, que ele não queria fazer um trabalho, e foi mais por causa da política dos bastidores do que qualquer outra coisa.

Em 1991, o presidente da WCW, Jim Herd, disse a Ric Flair que ele não apenas precisava mudar seu nome e caráter, mas também precisava fazer um corte nos salários. Como Heavyweight Champion, Flair se recusou a mudar seu estilo, o que resultou em Herd dizendo que ele tinha que perder seu título para Lex Luger, apesar de dizer a Sting que ele teria um reinado com o título. Flair não apenas se recusou a perder para Luger, mas porque ele possuía o cinturão, ele o trouxe quando pulou para a WWE.

Alundra Blayze

Antes da WWE mudar sua divisão de Divas para a Women’s Revolution, havia uma longa linhagem de fortes talentos femininos que competiam na empresa. No início dos anos 90, muitos acreditavam que Alundra Blayze era a melhor lutadora. Um talento incrível no ringue com uma ótima aparência, era óbvio o porquê de Vince McMahon a ter colocado como o símbolo feminino da divisão.

Depois de vencer o WWE Women’s Championship pela terceira vez em três anos, problemas financeiros levaram à sua saída da empresa. Enquanto McMahon tirou o título dela, elo nunca recebeu o cinturão fisicamente. Em vez de perdê-lo para outra lutadora, Blaze voltou ao seu apelido Madusa, assinou com a WCW e colocou o título no lixo na televisão ao vivo. Enquanto ela queimava quase todas as pontes da WWE, Blaze retornou à empresa em 2015 e foi introduzida no Hall of Fame da WWE.

Steve Austin

No verão de 1999, Steve Austin estava começando a sentir os efeitos colaterais de sua lesão no pescoço em 97 e precisaria de uma folga no futuro próximo. Ao mesmo tempo, Triple H estava sendo construído como o top heel da WWE, com muitos acreditando que uma vitória por título estava próxima. Embora uma luta apenas entre os dois estivesse sendo programada para o SummerSlam, Mankind foi colocado no meio.

Por um lado, muitos afirmaram que Austin não acreditava que Triple H estivesse “over o suficiente”, portanto, perder o título para ele não significaria muito. Por outro lado, havia rumores de que Jesse “The Body” Ventura (o árbitro especial) achou que era uma má opção ser o Governador de Minnesota e levantar a mão de um heel. De qualquer maneira, Mankind foi campeão e perdeu o título para Triple H na noite seguinte no Raw is War.

Jeff Jarrett

No início dessa lista eu disse que Chyna não queria perder o título feminino para Lita, certo ? Agora, falarei do contrário, porque dois anos antes do caso envolvendo Chyna, foi Jeff Jarrett que se recusou a perder seu título para uma mulher, sendo esse o Intercontinental Championship.

No outono de 1999, Jarrett entrou em um programa com Chyna. Como Jarrett era amigo de Vince Russo na época e Russo tinha acabado de ir para a WCW, Jarrett também queria ir para a empresa. Enquanto Vince McMahon disse a Jarrett que ele teria que perder o título, ele recusou porque não estava mais sob contrato da WWE. Os dois lados trabalharam em um acordo, com Jarrett recebendo US$ 300.000 para disputar a luta contra Chyna.

E aí, o que acharam dos nomes citados e quais outros vocês citariam ? Até mais!

Facebook Instagram Twitter Youtube Whatsapp
Contato | Politica de Privacidade | Sobre nós | Equipe | Anuncie
Copyright (c) 2010-2020 Wrestling Noticias - Todos direitos reservados