Ex: Aj Styles, CM Punk, WWE, All Elite Wrestling e etc...


Lutadores que nunca ganharam um título mundial

Conquistar títulos é uma das melhores coisas que pode acontecer a um lutador, afinal, além de deixar o cara over, geralmente lhe dá muito mais credibilidade. Mas, vocês acreditariam se eu dissesse que algumas das maiores lendas na história do esporte só ganharam títulos de mid-card ?

Esse é o ponto do artigo de hoje, veremos quem são os lutadores que nunca chegaram a ganhar um título mundial, geralmente o mais importante da empresa. Alguns dos lutadores já ganharam títulos como “World Tag Team” ou “World Lightweight” e, bom, continuam não contando. Sem mais delongas, bora lá:

Magnum T.A

Com excelentes habilidades, um alto nível de carisma e uma base forte de fãs no sul, Magnum era uma grande promessa. As feuds com Nikita Koloff e Tully Blanchard são algumas das mais memoráveis ​​na história da WCW e parecia que o céu era o limite para Magnum.

De acordo com caras como Dusty Rhodes, o plano era que Magnum derrotasse Ric Flair pelo título mundial no Starrcade de 86. Infelizmente, um trágico acidente de carro nos meses que antecederam o Starrcade deixou Magnum parcialmente paralisado e o forçou a se aposentar da luta profissional no início de sua carreira.

Nikita Koloff

Koloff era um dos heels russos originais, marcante. Quando a Guerra Fria acabou e Magnum TA sofreu sua lesão no final da carreira, Koloff se tornou um dos mocinhos mais amados do wrestling, como forma de mostrar respeito por seu ex-inimigo, se juntando com Dusty Rhodes para enfrentar os Four Horsemen.

Koloff também é notável por ser uma das maiores estrelas do wrestling que nunca trabalho na WWE. Enquanto Koloff teve algumas chances por títulos, o momento nunca foi o ideal para ele, e uma lesão nas costas no final da carreira o tirou da indústria no início dos anos 90.

Jake “The Snake” Roberts

O inovador do DDT é sem dúvidas um dos melhores em psicologia no ringue. Ele conseguiu vários títulos regionais (incluindo os Louisiana e North American Championships na Mid-South) antes de chegar à maior fama na WWF e WCW.

Seus problemas pessoais foram bem documentados e provavelmente são a maior razão para Roberts nunca ter ganho o título mundial em uma empresa. É uma pena que ele não o tenha, porque ele poderia ter elevado ainda mais o seu impacto na história do esporte.

Arn Anderson

“The Enforcer” Arn Anderson deveria ter sido um campeão mundial. No entanto, quando você é colocado nos Four Horsemen ao lado de Ric Flair e Lex Luger, não há muito espaço para outra grande estrela de nome. Anderson foi um dos caras com melhor habilidade no microfone e com um wrestling técnico incrível.

No entanto, lutar na sombra do “Nature Boy” durante a maior parte de sua carreira não ajudou. Mesmo durante sua carreira na WWF em 1989 e 1990, ele foi classificado como especialista em lutas de duplas. É uma pena que o mestre do spinebuster nunca tenha recebido o push que merecia.

Owen Hart

Uma carreira curta e que nunca viu um título mundial, essa foi a vida de Owen Hart. No início de sua carreira, Owen enfrentou seu irmão Bret e, embora os combates tenham sido excelentes, nunca houve qualquer indicação de que a feud fosse por qualquer motivo do que fornecer a Bret um oponente descartável.

Owen foi provavelmente um dos melhores lutadores da WWE, mas nunca foi particularmente tratado como um verdadeiro main eventer. Ele se encaixou confortavelmente em uma posição de mid-card, lutando pelos títulos Intercontinental e Tag Team em várias ocasiões, mas muitos fãs sentiram que não investir pesado nele era um erro da WWF.

Roddy Piper

Roddy Piper foi, quase tanto quanto Hulk Hogan, um ícone nos anos 80. Ele foi considerado um dos melhores oradores do esporte e, por um tempo, ele foi o maior heel na face do planeta. A WrestleMania original foi construída nas costas de sua rivalidade com Hogan. Ele também é um dos poucos lutadores da história a ter uma carreira relativamente bem-sucedida no cinema em geral.

Infelizmente, apesar de todo o seu estrelato, Piper nunca seria campeão mundial enquanto Hulk Hogan estivesse presente, porque seu pico como main eventer aconteceu ao mesmo tempo que a ascensão da Hulkamania, com Hogan mantendo o título continuamente por anos.

Dean Malenko

Muitos fãs consideravam e ainda consideram Malenko como um lutador chato, já que ele raramente falava no microfone, porém, o cara deu show no ringue. Mas, como bem sabemos, se você não têm uma boa conexão com o público, é bem difícil que você ganhe coisas relevantes.

Ele esteve envolvido em algumas das melhores lutas da história da ECW contra Eddie Guerrero, e a WCW deu-lhe um push como Cruiserweight e United States Heavyweight Champ, mas nunca teve a chance de vencer algo grande. Ele terminou sua carreira ativa na então WWF e se aposentou em 2001.

Tully Blanchard

Outro dos Four Horsemen originais, Blanchard conquistou todos os grandes títulos da Jim Crockett Promotions, com exceção do prestigiado NWA World Heavyweight Championship. Assim como seu parceiro de longa data, Arn Anderson, Blanchard sempre esteve preso na sombra de Ric Flair.

Foi só juntar o fardo de ser apenas mais uma sombra com alguns problemas pessoais e pronto, só isso já fez com que os produtores da época evitassem de dar um título importante para prestigiado, lhe tirando a oportunidade de virar campeão mundial.

Ted DiBiase

Ted DiBiase é sem dúvida o lutador mais talentoso de sua geração. Ele tinha excelentes habilidades no microfone e era um grande lutador. Além de tudo isso, o cara sabia ser odiado pela crowd ou amado pela mesma, os controlava bem demais. Então, por que ele nunca teve chance de ser campeão mundial ? É um caso de estar no lugar errado na hora errada.

Quando ele lutava na Mid-South e Jim Crockett Promotions, Ric Flair estava carregando a bandeira da NWA. Depois que ele pulou para a WWF, Hulkamania ainda estava em alta, deixando pouco espaço para o “Million Dollar Man”. Certamente, ele recebeu pushes significativos em ambas as federações, mas o mais próximo que chegou de ganhar um título mundial na Wrestlemania IV. Seis anos depois, DiBiase se aposentaria da competição ativa sem nunca ser chamado de campeão mundial.

Rick Dude

O auto-proclamado homem mais sexy do mundo era um dos melhores da luta livre. Quando ele assumiu o controle do microfone, colocou o público na palma da mão e manipulou as massas como fantoches. Suas provocações aos “habitantes da cidade desprezível” e “sweathogs” e às passadas nas “mulheres sexy” nas arquibancadas fizeram de Rude o lutador mais vilanizado do final dos anos 80.

Ele combinou luta livre, habilidade de homens fortes, psicologia dos ringues e brigas para se tornar um dos melhores lutadores de todos os tempos dos últimos 25 anos. Tem gente que vai lembrar que ele conquistou dois títulos “mundiais”, na WCCW e na NWA, porém, o PWI não considera como títulos mundiais, logo, entra na lista.

E aí, o que acharam dos nomes citados e quais outros vocês adicionariam ? Até mais!

Facebook Instagram Twitter Youtube Whatsapp
Contato | Politica de Privacidade | Sobre nós | Equipe | Anuncie
Copyright (c) 2010-2020 Wrestling Noticias - Todos direitos reservados