Ex: Aj Styles, CM Punk, WWE, All Elite Wrestling e etc...

Mendes Review: Wrestle Kingdom 14 – Noite 1

A NJPW realizou nos dias 4 e 5 de Janeiro de 2020 mais uma edição de um de seus maiores eventos, o Wrestle Kingdom. O evento foi recheado de lutas incríveis e momentos marcantes, portanto, farei com vocês o review das duas noites de combates, começando pela noite 1 nesse artigo e a noite 2 em outro. A propósito, a luta entre as mulheres da Stardom não estará aqui porquê eu infelizmente não consegui assistir, as notas serão de 0 a 10, pra que todos consigam entender com mais facilidade e esse é um quadro novo que eu quero ver se dá certo aqui ok. Sem mais delongas, vamos ao review:

04/01 – Noite 1

Toa Henare, Alex Coughlin, Clark Connors e Karl Fredericks vs. Great Bash Heel (Tomoaki Honma e Togi Makabe), Yuya Uemura e Yota Tsuji

A casual luta de abertura que envolvia alguns lutadores do roster da NJPW teve o objetivo de mostrar os lutadores do futuro, sendo esses a equipe de Connors. Foi uma luta básica centrada na rivalidade dos dojos de Tokyo e de Los Angeles. Todos os participantes puderam demonstrar golpes básicos de seus personagens (Menos os dois veteranos, que aplicaram seus golpes “signature” para animar a crowd), contando uma história relativamente interessante.

Infelizmente, os “rookies” ou “Young Lions” da NJPW não tem uma liberdade tão grande assim no ringue, por isso a luta foi um pouco mais contida, não a deixando tão boa assim. Mesmo com isso, todos tiveram a chance de brilhar em alguns momentos, principalmente Henare e Tsuji, indicando uma possível feud dos dois. No mais, a luta foi básica, nada de especial e nem nada tão criticável.

Vencedores: Henare, Coughlin, Connors e Fredericks – Nota: 5.5/10

Tencozy (Hiroyoshi Tenzan e Satoshi Kojima) vs. Yuji Nagata e Manabu Nakanishi

Essa sim foi uma luta bem lenta e pouco interessante. É entendível, já que os quatro lutadores estão no final de suas carreiras e diminuíram o ritmo. Ainda assim, vários dos golpes eram nitidamente fracos, o que estragou um pouco da “magia” da luta. Kojima tentou fazer seus ataques parecerem brutais como sempre foram, mas era nítido que os golpes em Nagata e Nakanishi eram fracos.

No entanto, os quatro lutadores tem uma química sólida entre si, o que evitou possíveis botchs e uma nota pior pra luta.

Vencedores: Tencozy – Nota: 4/10

Naoki Sano, Shinjiro Otani, Tatsuhito Takaiwa e Ryusuke Taguchi (com Kuniaki Kobayashi) vs. Jushin Thunder Liger, Tatsumi Fujinami, The Great Sasuke e Tiger Mask IV (com El Samurai)

Essa foi uma luta emocionante e nostálgica, que era a luta de número 3.550 de Liger. Mesmo que não tenhamos visto movimentos mais rápidos e complexos devido ao contexto da luta e a idade dos lutadores, foi legal ver Liger aplicar um Franksteiner das cordas e Sano aplicar um Suicide Dive como se ainda estivesse nos anos 90.

Na minha visão, um dos pontos ruins foi a escolha de Taguchi para fazer o pin em Liger, já que ele é mais um comediante e não tem tanta história com Liger quanto os outros 3 lutadores de seu time.

Vencedores: Sano, Otani, Takaiwa e Taguchi – Nota: 6/10

Suzuki-gun (Minoru Suzuki, Taichi, Zack Sabre Jr. e El Desperado) vs. Los Ingobernables de Japon (EVIL, SANADA, Shingo Takagi e BUSHI)

Essa luta aqui foi mediana, mas um ponto muito válido a se ressaltar foi a incrível sequência que aconteceu entre ZSJ e SANADA. Pareceu que eles estavam prontos pra matar um ao outro, dando ainda mais hype pra luta entre os dois que aconteceria no outro dia.

A vitória veio quando ZSJ aplicou uma de suas várias submissões em BUSHI, o que deixou em aberto como SANADA iria se proteger das submissões de ZSJ em uma luta solo contra o British Heavyweight Champion.

Vencedores: Suzuki-Gun – Nota: 7/10

CHAOS (Hirooki Goto, Tomohiro Ishii, Toru Yano e Yoshi-Hashi) vs. Bullet Club (Bad Luck Fale, Chase Owens, KENTA e Yujiro Takahashi)

Assim como a luta anterior, essa luta foi feita pra dar mais hype para outra luta por título, mas diferente da outra, o time do desafiante ganhou ao invés do time do campeão. Essa foi mais uma daquelas lutas de quartetos com bastante caos e “brincadeiras”.

As melhores partes do combate foram Ishii aplicando um Suplex em Bad Luck Fale e Goto acabando com todos os membros do Bullet Club exceto KENTA, para mandar uma mensagem ao campeão. Não tanto, mas um pouco pior que a luta anterior.

Vencedores: CHAOS – Nota: 6/10

FinJuice (Juice Robinson e David Finlay) vs. IWGP Tag Team Champions Guerrillas of Destiny (Tanga Loa e Tama Tonga)

Essa era a noite de Juice. Mesmo que o foco estivesse em ambos Juice e Finlay, Juice era claramente a estrela da luta. Ele teve os maiores momentos, se superou mais que Finlay e teve maior apoio da crowd.

A luta foi sim boa, mas nada que abalasse o Wrestle Kingdom. A crowd não estava ligando muito para a GoD, só fazendo barulho para Juice. Agora que a GoD perdeu os títulos, a NJPW precisa focar em arrumar a divisão Heavyweight das Tag Teams, tendo em vista que ela já está bem “saturada” a um tempo.

Vencedores: FinJuice – Nota: 7/10

Jon Moxley vs. IWGP United States Heavyweight Champion Lance Archer

É quase uma tradição dos eventos da NJPW que as últimas quatro lutas dos shows sempre sejam melhores que as anteriores. Archer e Moxley literalmente se quebraram com várias armas brutais e uma luta bem ofensiva. Essa luta mostrou o quanto Archer evoluiu como lutador, fazendo coisas que nós não vemos na WWE hoje em dia, como: Jogar uma cadeira na cara de Moxley, aplicar um Chokeslam em um Young Lion em cima de Moxley, além de tentar sufocar Moxley com uma sacola plástica.

Até esse momento, foi a melhor luta da noite graças a habilidade dos lutadores e a estipulação da Texas Death Match. Moxley obviamente saiu com a vitória, recuperando seu título.

Vencedor: Jon Moxley – Nota: 8/10

Hiromu Takahashi vs. IWGP Junior Heavyweight Champion Will Ospreay

Como já era previsto, essa luta foi a que quebrou o show, eles praticamente deram um show de alto nível por incríveis 24 minutos. A sequência de golpes entre eles não foi só de tirar o fôlego, mas também contava uma história, já que os ataques de Ospreay eram focados no pescoço de Hiromu. Foi uma luta com muitas inversões, trocas e golpes surpresa que vinham do além.

Além da luta ter contribuído com a superação de Hiromu após sua lesão, palmas para Ospreay que na minha visão foi o melhor lutador do show. Com a perca do cinturão, é provável que o “Aerial Assassin” se transfira para a divisão Heavyweight.

Vencedor: Hiromu Takahashi – Nota: 10/10

Tetsuya Naito vs. IWGP Intercontinental Champion Jay White

Essa luta foi um clássico da NJPW, logo, ela teve um grande nível, excelente reversões e uma ótima sequência de golpes. O grande diferencial da luta era White finalmente sendo o verdadeiro heel que ele tem que ser, com Gedo em seu corner e fazendo inúmeras interferências.

Como em vários clássicos do wrestling, Naito era o face desacreditado, que teve que lutar contra os malvados White e Gedo, tendo o apoio da crowd ao seu favor e assim superando os dois. Esse foi o primeiro passo para que se realizasse a #NaitoTwoBelts.

Vencedor: Tetsuya Naito – Nota: 9/10

Kota Ibushi vs. IWGP Heavyweight Champion Kazuchika Okada

Acreditem ou não, essa luta uma Triple Threat. Okada vs. Ibushi vs. O pescoço de Ibushi. Ibushi é um lutador que gosta de se arriscar e isso aconteceu novamente nesse combate. Ibushi ia dar uma espécie Pelé Kick e acabou caindo de cabeça pra baixo, tecnicamente se dando um Piledriver, e olha que a luta ainda nem estava na metade.

Um dos pontos aplaudíveis foi a história que Ibushi tentou contar na última parte da luta. Ele simplesmente ficou sem expressão no rosto e passou a usar golpes mais fortes e duros, agindo como um heel, enquanto os comentaristas diziam ser o lado negro de Ibushi o dominando, mas no fim ele voltou a ser um face e a história foi meio que pro lixo. No fim, Okada acabou retendo seu título e indo lutar contra Tetsuya Naito na segunda noite do evento.

Vencedor: Kazuchika Okada – Nota: 9.5/10

Na minha visão, a nota geral do evento foi 7.8/10, já que o show foi mais uma preparação para a segunda noite, sendo mais apagado. E vocês, o que acharam do evento e do artigo ? Até mais!

Contato | Politica de Privacidade | Sobre nós | Equipe | Anuncie
Copyright (c) 2010-2021 Wrestling Noticias - Todos direitos reservados